“Aquele que foi eleito é quem deve governar”, afirma o deputado federal Paulo Azi

Em entrevista ao radialista Aílton Borges nesta semana, de Brasília, o deputado federal Paulo Azi avaliou o início do governo Bolsonaro.

Ele atribuiu os tumultos iniciais à ausência do presidente Bolsonaro do dia a dia da administração por conta de seus problemas de saúde.

O parlamentar afirmou que a reforma da previdência é impopular, mas necessária. Segundo ele, a reforma terá que acabar com os privilégios que garantem aposentadorias entre R$20 e R$30 mil. “Mais de 60% daqueles que se aposentam ganham um salário mínimo”, pontuou, acrescentando “que não votará em nada que retire direitos dos mais pobres”.

Família 

Questionado sobre o envolvimento dos filhos do presidente nos assuntos do governo o depurado Paulo Azi não tangenciou o tema. “Aquele que foi eleito é quem deve governar “, disse.

Azi salientou que há preocupação no primeiro escalão do governo em relação ao envolvimento dos filhos do presidente em temas relevantes nesta etapa inicial da administração, quando projetos importantes serão encaminhados ao Congresso Nacional.

‘É preciso colocar as pessoas em seus devidos lugares, evitando que os filhos se envolvam nas decisões do governo”, enfatizou o deputado federal Paulo Azi.