Camafarró contabiliza mais uma edição de sucesso

Para garantir o sucesso do Camaforró 2019, realizado de 21 a 23 de junho, milhares de profissionais trabalharam diariamente na execução de uma série de serviços e atividades. A festa reuniu cerca de 60 mil pessoas diariamente no Espaço Camaçari 2000, que com seus 40 mil metros quadrados de área abrigou o maior São João da região.

Uma megaestrutura foi montada para que o público pudesse curtir os festejos juninos em grande estilo, com direito a três diferentes ambientes: um palco principal duplo, o Caramanchão e a Vila da Cultura. A grade de atrações foi diversificada, com estilos musicais para agradar a todos os públicos. Dos 50 shows realizados durante a festa, cerca 60% foi feito por artistas da terra, visto que a valorização da prata da casa é uma marca registrada das últimas edições do evento.

Espaços Diversificados

Pelo palco principal passaram cantores e bandas de peso como Magníficos, Lambasaia, Simone e Simaria, Marcos e Belutti, Calcinha Preta e Amado Batista. Entre os locais estão Bimbinho, Lívia Nunes, Léo Ferreira, Pé de Lata e Adriano Reis. Com um clima aconchegante, área coberta e praça de alimentação própria, o Caramanchão foi sucesso entre o público que prefere um lugar com mais conforto e tranquilidade para dançar. O local é um dos três pontos musicais da festa e a partir desta edição passou a se chamar Espaço Miguelão do Forró, em homenagem ao forrozeiro da cidade que faleceu no ano passado. Das 16 atrações que se apresentaram neste espaço nos três dias de festa, 12 foram da cidade.

Já os amantes da arte e das tradições nordestinas não abriram mão de conhecer ou de novamente visitar a Vila da Cultura, que em 2019 trouxe o tema “Vila da Cultura Contada em Cordel – Contando Contos de Camassary” estampado em sua decoração e através dela contou a história da cidade e ainda rendeu homenagens ao repentista e escritor Bule Bule, autor de obras desse gênero literário.

A Vila contou com atrativos para toda a família, indo desde o autêntico pé de serra até a apresentação de artesanatos e itens da culinária local. A meninada pôde usar o espaço Reciclar Brincando e assistir com os pais aos belíssimos grupos juninos com seus trajes e coreografias, cheios de cores e movimentos ritmados, que esse ano teve como vencedor a quadrilha Unidos Venceremos, de Barra do Pojuca.

A beleza também ocupou seu lugar no ambiente com um stand dedicado ao serviço de maquiagem para crianças e adultos. O público também se deleitou com a apresentação do artista pernambucano Maviael Melo, um apaixonado por poesia que em suas andanças pelo Brasil realiza shows e ministra oficinas de cordel, mostrando a importância dessa arte.

Organização e Fiscalização 

Mas além de boa música e arte, as pessoas contaram com toda infraestrutura, a exemplo das 200 barracas na área interna e 180 ambulantes na parte externa, responsáveis por vender diversos tipos de comidas e bebidas. Todos os profissionais foram devidamente cadastrados e fiscalizados por uma equipe composta de seguranças da Vigilância Patrimonial e fiscais da Secretaria dos Serviços Públicos (Sesp).

Para garantir o bem-estar do público, no local do evento foram montadas estruturas de saúde, segurança, trânsito e transporte, e disponibilizados cerca de 200 sanitários químicos, sendo 10% com acessibilidade. O evento contou com 120 agentes de limpeza, sendo 30 pela tarde, 30 durante os shows e 60 ao final de cada noite para que tudo ficasse em perfeito estado para o dia seguinte. Um carro pipa para lavagem, três compactadores e uma varredeira mecânica deram suporte à higienização do espaço. Foram retiradas 21 toneladas de lixo ao longo dos três dias do Camaforró.

Para a fiscalização e monitoramentos de diversas áreas a exemplo de ambulantes, portões, camarins, palcos e banheiros, foram escalados 70 fiscais e 250 seguranças da Vigilância Patrimonial. A equipe da Defesa Civil, também vinculada à Sesp, trabalhou em regime de plantão todos os dias, a partir das 19h e se mantendo no espaço até o final da festa. Para isso, foram designados 23 agentes, duas viaturas e um carro pipa.

Saúde

 No quesito saúde, a festa contou com um stand para atendimento médico. O espaço foi composto por recepção e salas de espera, de observação com oito leitos e cinco poltronas, de sutura, e uma com leito de parada equipada com respirador, desfibrilador e carro de urgência. A equipe foi composta por 30 profissionais por dia, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistente administrativo, condutores, higienizadores, técnicos da vigilância epidemiológica e sanitária.

A unidade contou ainda com duas ambulâncias de apoio. No total, 166 pessoas receberam cuidados profissionais, sendo registrados entre eles: oito procedimentos de sutura, três transferências para o Hospital Geral de Camaçari (HGC) e outras quatro para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Gleba A.

Trânsito e Transporte

 Além de ordenar o trânsito e dar informações sobre o fluxo de veículos, locais para estacionamento e transporte público, como local de parada e linhas disponíveis, a Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT) prestou orientações educativas com uma média de alcance de 10 mil pessoas nos três dias de festa. O órgão, em parceria com a Ouvidoria Municipal, realizou 463 entrevistas para pesquisa de satisfação que visam contribuir para o aperfeiçoamento das ações e serviços da gestão.

Segurança

 Atuaram na 22ª edição do Camaforró um efetivo de 250 policiais militares que se revezaram em dois turnos e contaram com plataformas elevadas e 32 câmeras de videomonitoramento, entre speed dome, fixas e com giro de 360°, que cobriram todo espaço da festa e auxiliaram na identificação de situações suspeitas e delituosas.

O evento teve apoio ainda da Companhia Independente de Policiamento Especializado – Polo Industrial (CIPE/PI), das Rondas Especiais (RONDESP), do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (BEPE) e do Corpo de Bombeiros. Cerca de 50 agentes da Polícia Civil, por dia, além de 30 brigadistas civis, agentes do Juizado da Infância e Juventude, bem como representantes do Conselho Tutelar também atuaram na festa.

Camaforró Solidário

 O sentimento de solidariedade tem se espalhado pela cidade, e isso foi percebido através do número de alimentos doados no evento, que esse ano atingiu a marca de 25 toneladas, quantidade superior ao arrecadado em 2018, com 16 toneladas. Os mantimentos serão repassados às instituições beneficentes do município.

O Camaforró é uma realização da Prefeitura de Camaçari, através da Coordenação de Eventos, com apoio de todas as secretarias municipais.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Camaçari – Fotos: Bruno Heverton e Jean Matos – ASCOM/PMC