Cardozo lamenta prisão de Eduardo Azeredo

 

O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo diz lamentar a detenção de Eduardo Azeredo (PSDB-MG): “A prisão de alguém, mesmo quando devida, nunca deve ser comemorada. Mas se realizada com a violação do princípio constitucional da presunção de inocência, deve ser sempre recebida com grande frustração humanística.”

Como Lula, o tucano teve a prisão decretada depois de condenação em segunda instância, antes do trânsito em julgado do processo.

Já no PSDB a regra tem sido o silêncio. Ou até mesmo o apoio à medida, defendida pelo ex-governador Geraldo Alckmin.

 

Fonte: Folha de São Paulo