Com “nota” abaixo de 5, administração do prefeito Geranilson Requião não “passou de ano” – Maurílio Fontes

A nota 4,19 da administração do prefeito Geranilson Requião (PT) em pesquisa da Controladoria Geral da União (CGU) indica que o gestor não “passou de ano”.

Qualquer estudante sabe que média abaixo de 5 é “coisa” de aluno sem futuro escolar e nem profissional. Mas, neste caso, a conta é paga diretamente pelo próprio estudante e sua família.

Quando uma administração municipal recebe nota 4,19, indicativa de baixa transparência, a fatura é apresentada aos cidadãos. 

Após sete anos e 12 dias de governo não existem desculpas ou argumentos que justifiquem a reprovação (nota abaixo de 5) da administração no quesito transparência.

Cidades menos importantes do que Catu conseguiram notas maiores por terem feito as lições que lhes cabiam. 

Nem na recuperação da “disciplina” Transparência o governo do prefeito Geranilson Requião seria aprovado.

O fato, que certamente será minimizado pela administração, é relevante e merece análise mais profunda daqueles que participam da vida política de Catu.

Além de demarcar as deficiências da gestão, a “nota” 4,19 é ruim para a imagem do município e pode atrapalhar possíveis investimentos neste momento tão ruim para a economia local. 

Houve tempo para que as lições de casa fossem feitas, mas o governo provou ser um estudante descuidado e inapto para fazer a prova da CGU. 

Foto: BNews

Maurílio Fontes é editor dos sites Alagoinhas Hoje e Bahia Hoje News. Bacharel em Marketing, especialista em Marketing Político, Mídia, Comportamento Eleitoral e Opinião Pública