Comissão Executiva do PDDU faz balanço do 1º ciclo das oficinas de participação social

Com vista a dar prosseguimento aos trabalhos de elaboração da revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) de Camaçari, foi realizada nesta quarta-feira (10) a 6ª reunião da Comissão Executiva. O encontro, que aconteceu na sala de reunião da Secretaria do Governo (Segov) teve como pauta o balanço do 1º ciclo das oficinas de participação social (etapa diagnóstico comunitário), a sistematização dos dados e informações colhidas (divisão de tarefas), e a atualização do cronograma das próximas atividades.

Neste primeiro ciclo, no total, foram realizadas oito oficinas de participação social. Sendo cinco na sede e três na Costa do município. A iniciativa se traduz em eventos realizados pelo poder público no sentido de promover a interação entre a prefeitura e a comunidade, a fim de ouvir a leitura que os moradores têm acerca dos problemas e apontamento de soluções e caminhos para melhoria da qualidade de vida dos locais onde vivem para os próximos anos.

A reunião serviu para que os membros da Comissão Executiva trocassem experiências e impressões, já que participaram como facilitadores nos trabalhos, ouvindo de perto as problemáticas existentes. Durante as oficinas eles conseguiram entender que existem questões de resolução em curto prazo, além de questões que dizem respeito aos encaminhamentos de médio e longo prazo, que serão absorvidas na construção da lei do PDDU. 

De acordo com a presidente da Comissão Executiva, a assessora especial e urbanista da Segov, Juliana Paes, a fase do diagnóstico comunitário já foi cumprida e o encontro serviu para fazer um balanço dos eventos públicos e dividir tarefas para sistematizar os dados colhidos. “Desses dados vamos categorizar por área temática e hierarquizar as problemáticas trabalhando os horizontes de curto, médio e longo prazo. A proposta que surgiu foi apresentar internamente à gestão municipal as ações a serem resolvidas num curto prazo, pois entendemos que tem muitas ações demandadas que podemos acionar de imediato determinadas pastas para os devidos encaminhamentos (planejamento de curto prazo). Para as ações de médio e longo prazos, vamos trabalhar na perspectiva de construção de visão de futuro da cidade para poder superar os problemas existentes (planejamento de médio e longo prazo)”, explicou.

A ideia da comissão é já dar início as reuniões institucionais, com secretarias e órgãos que tenham afinidade com a política de desenvolvimento urbano para poder compartilhar os diagnósticos comunitários colhidos nas oficinas. “Essa etapa de diagnóstico e prognóstico no âmbito do PDDU será continuada. Iremos entrar na etapa do diagnóstico institucional e técnico, que deverá ser finalizada até março de 2020, quando deverá acontecer a próxima audiência pública”, salientou Juliana Paes.

A comissão pontuou ainda como positiva a participação dos membros do Conselho Municipal da Cidade (ConCidade) fazendo o controle social, acompanhamento e a colaboração, mas, contudo, os membros ponderaram e avaliaram que o trabalho de mobilização dos conselheiros foi muito tímido no sentido de convocar pessoas para os eventos públicos de discussão. 

Ainda durante o encontro foi sinalizado que será deflagrando o processo de licitação ainda nesse mês de dezembro para a contratação de uma consultoria especializada para reforçar a equipe no processo de construção dos trabalhos.

O próximo encontro da comissão ficou definido para janeiro de 2020. No entanto, no período do recesso do funcionalismo público municipal, no âmbito da administração pública direta e indireta, entre os dias 23 de dezembro de 2019 e 7 de janeiro de 2020, a equipe estará dedicada trabalhando na sistematização e organização dos dados e das informações obtidas nas oficinas.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Camaçari – Foto: Jean Matos