Cúpula do PSL diz que sigla considera expulsar Frota

Integrantes da cúpula do PSL dizem que há, sim, chances de o partido expulsar Alexandre Frota (PSL-SP) na terça. O deputado passou a fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro, ao filho dele, Eduardo Bolsonaro, e à mecânica da sigla em SP.

Pessoas próximas ao presidente indicam que ele lavou as mãos neste caso. Dizem que as críticas fizeram de Frota um fator de instabilidade e tornaram o ambiente insustentável no PSL.

Há quem discorde. O líder do partido na Câmara, Delegado Waldir (PSL-GO), diz que Frota já foi punido ao ser retirado de postos na liderança da legenda e em comissões importantes. “Mais do que isso, acho, seria um excesso”. Ele, porém, não integra a executiva nacional, que vai deliberar sobre o caso.

 

Fonte: Folha de São Paulo