Debates nas redes sociais se desplugam da política e voltam a falar da pandemia

O grupo mais numeroso de perfis no Twitter, o de não alinhados nem ao governo Bolsonaro nem a grupos de oposição, abandonou a política e a agenda de Brasília em suas últimas postagens.

Enquanto o meio político e policial discutia a operação da PF que fez buscas e apreensões e quebrou o sigilo bancário de 11 parlamentares, a rede falava da pandemia.

Levantamento da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV mostra que o grupo do meio, responsável por 35% dos perfis, debatiam o cansaço do isolamento e a reabertura de atividades.

Foram detectados comentários questionando se as medidas de retomada eram sinais de precipitação e lamentos em comparações da situação no Brasil com a de outros países.