Discurso de Lula foi considerado acima do tom por dirigentes do PT

O discurso de Lula no sábado (9), um dia depois de deixar a prisão, foi considerado acima do tom por dirigentes do PT. A ideia é que os próximos pronunciamentos do ex-presidente sejam mais moderados.

Os petistas já ouviram inclusive de interlocutores no Judiciário que o tom mais radical só causa ruído e dificulta a possibilidade de que os julgamentos em que ele está envolvido ocorram em um ambiente sereno.

O viés radical do discurso em alguns momentos foi creditado à emoção e ao entusiasmo de Lula por ter acabado de sair da prisão. 

Um dos pontos negativos, segundo as análises, foi o momento em que ele afirma que Jair Bolsonaro, quando jovem, “arrumou um jeito de não trabalhar. Ele foi fazer o serviço militar”.

 

Fonte: Folha de São Paulo