Doleiro deve devolver R$ 1 bi aos cofres públicos, após acordo com Ministério Público Federal

Réu em processos da operação Lava Jato, por esquemas nacionais e internacionais de lavagem de dinheiro, Dario Messer, mais conhecido como o “doleiro dos doleiros”, teve o acordo de delação premiada homologado pela Justiça Federal do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (12).

Com um patrimônio estimado em R$ 1 bilhão, Messer acordou com a Justiça a entrega de 99% dos bens que acumulou, em favor dos cofres públicos, como imóveis de luxo, obras de arte, valores investidos no Brasil e exterior, além de patrimônio resultante do envolvimento em atividades agropecuárias, no Paraguai.

Preso em 2019, o doleiro deverá cumprir pena de até 18 anos e 9 meses de prisão.

 

Fonte: VEJA