Ex-prefeito de Barra do Choça tem contas rejeitadas e fica inelegível por oito anos

Nesta terça-feira (9), a Câmara de Vereadores de Barra do Choça, com o placar de 11 votos a dois, enterrou o sonho que o ex-prefeito Oberdan Rocha Dias (foto) ainda tinha de disputar as eleições de 2020

Rocha teve as contas do exercício de 2016 rejeitadas por diversas irregularidades.

Depois de analisados os recursos da defesa pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), o parecer definitivo foi remetido à Câmara de Vereadores de Barra do Choça.

A principal irregularidade apontada se refere ao descumprimento do artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000), que trata da ausência de recursos em caixa para pagamento das despesas com restos a pagar no último ano do mandato.

Além disso, o ex-gestor infringiu outro artigo da Lei de Responsabilidade Fiscal por ter ultrapassado o índice de pessoal, que deveria ser até 54% da receita líquida. Oberdan utilizou 71,57%.

Com essa decisão, o ex-prefeito fica inelegível por oito anos, ou seja, está impedido legalmente de se candidatar a cargo eletivo até 2027.

Rocha afirmou em diversas ocasiões que poderia disputar as eleições de 2020 contra o atual prefeito de Barra do Choça, Adiodato José de Araújo.  

Segundo o ex-gestor, ele seria o único político em condições de estabelecer embate direto com o atual prefeito, que vem se destacando pela dedicação ao trabalho e presença constante no município.

A oposição ao atual prefeito de Barra do Choça, com a rejeição das contas de Oberdan Rocha Dias pela Câmara de Vereadores, está enfraquecida e terá que buscar uma nova liderança para enfrentar Adiodato José de Araújo na disputa majoritária de 2020.