“Fortalecimento do DEM deve ser atribuído à coerência mantida nos últimos anos”, afirma o deputado federal Paulo Azi

Na manhã desta segunda-feira (4), em entrevista ao comunicador Mário Kertész, principal âncora da Rádio Metrópole, o deputado federal Paulo Azi (DEM) fez um balanço do cenário político nacional e afirmou que o fortalecimento de sua legenda deve ser atribuído à coerência mantida nos últimos anos, denunciando o populismo do PT e a condução da política econômica que levou o país ao desequilíbrio fiscal.

O deputado disse que o DEM expulsou um ex-governador e um ex-senador que foram acusados de praticarem atos de corrupção.

As vitórias nas disputas pelo comando da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, de acordo com Paulo Azi, demonstraram a força do partido. “O prefeito ACM Neto teve participação decisiva nos resultados”, reconheceu.

Para ele, o DEM está colhendo os frutos de sua coerência. “Quando o PT tinha quase a unanimidade no país, nosso partido esteve firme na oposição”, pontuou. 

Governo Federal

O deputado federal Paulo Azi  afirmou que os três ministros filiados ao partido foram escolhas pessoais do presidente Jair Bolsonaro. “São competentes e experientes em suas áreas de atuação”, salientou, admitindo “que isso aproxima o partido do governo”. 

As pautas econômicas, segundo Azi, também aproximam o partido do governo Bolsonaro em razão da necessidade de fazer reformas que garantam o equilíbrio fiscal e alternativas para o desenvolvimento econômico do país. 

O parlamentar entende que o governo federal construirá maioria na Câmara dos Deputados e no Senado de acordo com suas pautas. “Será uma legislatura de debates intensos e com temas polêmicos”, registrou Paulo Azi, acrescentando que “a pauta econômica deve estar à frente da pauta de costumes”. 

Alagoinhas

A última pergunta de Mário Kertész ao deputado federal Paulo Azi foi sobre sua relação com o prefeito de Alagoinhas. O comunicador disse que a emissora recebe muitas reclamações sobre a administração do atual prefeito. 

Sintético, Paulo Azi afirmou que teve responsabilidade na vitória do atual prefeito, mas logo após a eleição de 2018, por discordar da condução administrativa, optou por afastar-se. “O compromisso com Alagoinhas está mantido”, finalizou.

 

Foto: Rádio Metrópole