Gestores municipais participam de formação

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia está promovendo, até esta quarta-feira (9), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, o I Encontro Presencial da Ação de Fortalecimento dos Comitês Gestores Municipais do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE Interativo). O evento, iniciado nesta segunda-feira (7), visa promover a formação de 600 representantes dos comitês sobre questões sobre captação de recursos federais relacionados à programas como “Educação do Campo”, “Mais Alfabetização”, “Novo Mais Educação”, “Escola Sustentável” e outros voltados para o planejamento e melhoria do desempenho da escola pública. Os técnicos em formação atuarão como multiplicadores em seus respectivos municípios.
 
De acordo com a coordenadora de Projetos Especiais da Secretaria da Educação, Elenir Alves, a iniciativa em regime de colaboração é muito importante para o fortalecimento da gestão das redes municipais. “Esta é uma ação de fortalecimento dos comitês gestores municipais que representam 322 municípios que estão adidos a este programa. Trata-se de uma ação de melhoria na gestão das escolas municipais e que impacta diretamente na ação pedagógica das escolas. Os municípios têm elogiado muito o PDDE Interativo, que é um programa de captação de recurso para as redes municipais e, com isso, consequentemente, vem a melhoria das escolas”, destacou.
 
O coordenador da formação, Fábio Roberto da Silva, acrescentou que “a formação desses comitês é uma prerrogativa do Ministério da Educação (MEC) para que as unidades executoras, que são as escolas, executem corretamente os recursos dos programas inseridos na plataforma PDDE Interativo. Os representantes dos comitês se tornam multiplicadores em suas localidades, onde envolvem os demais membros dos comitês para o compartilhamento das informações discutidas”.
 
Para o coordenador do comitê local de Itaguaçu da Bahia (579 km de Salvador), Evangelista Rodrigues da Silva, o processo de formação é essencial para o apoio aos municípios. “Essa formação é imprescindível para que as informações cheguem até os gestores das escolas dos municípios, uma vez que as escolas têm uma autonomia administrativa e financeira e, por conta disso, é necessário que os gestores tenham conhecimento da execução dos principais programas”, afirmou. 
Fonte: Secretaria Estadual de Educação – Foto:Divulgação