Ministério da Economia quer Pacto Federativo a cargo do Senado

 

O governo federal definiu sua agenda econômico-legislativa para este resto de ano e decidiu mesmo deixar com o Senado a proposta do Pacto Federativo. Ainda falta definir quem, em linha com o Ministério da Economia, apresentará a proposta na Casa, o que deve ocorrer dentro de duas semanas, após a conclusão da tramitação da reforma da Previdência.

A prioridade do Executivo na Câmara dos Deputados será fazer avançar a primeira fase da reforma tributária, com prioridade zero para a criação do Imposto Sobre Valor Agregado (IVA) Dual.

A decisão de deixar o Pacto Federativo com o Senado, por tabela, dá a Davi Alcolumbre, presidente da Casa, uma oportunidade de ser protagonista em tema de grande relevância econômica.