Produtores trocam gado por abelha no norte de Minas

“O serviço meu é esse. O único serviço que tem é mexer com as abelhinhas mesmo”, diz Moisés Rito da Silva, 50, produtor rural de Bocaiuva (MG), a 380 km de Belo Horizonte, na região norte do estado castigada pela seca.
 
A cidade oscila entre o segundo e o terceiro lugar entre as maiores produtoras de mel de Minas Gerais. A apicultura, incentivada pela Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba), do governo federal, virou alternativa ao plantio e à criação de gado, atividades dependentes da água que não há.
 
Desde o ano passado, Silva testa a novidade ainda de maneira tímida, com 12 apiários –espécie de caixa onde as abelhas produzem o mel. O investimento rende cerca de R$ 200 por mês e é motivo de comemoração.

 

Fonte: Folha de São Paulo