Professores realizam aulões preparatórios para alunos em Arembepe

Transformar vidas é um dos papéis do professor, que tem seu dia celebrado nesta terça-feira (15). Uma prova dessa ação acontece no Colégio Municipal Professora Lídia Coelho Pinto, em Arembepe, Costa de Camaçari, que através de aulões preparatórios no contraturno tem promovido a aprovação de estudantes em cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA).

Uma vez por semana, sempre às sextas-feiras, os professores Elias Barbosa e Luís Cláudio Mata, de língua portuguesa e matemática, respectivamente, realizam o aulão para os alunos do 9º ano da escola. As aulas são dividas em partes – formal, lúdica e com a inserção de novas tecnologias – além se serem entregues materiais de apoio.

O professor Elias destacou a importância que os aulões têm para a localidade. “A comunidade abraçou a ação. O nosso objetivo é fortalecer mais ainda a vontade, o crescimento intelectual e pessoal, que é fundamental para qualquer um”. Luís Cláudio completou: “o foco é também estreitar as relações entre as áreas de conhecimento e que nosso aluno perceba que elas não estão isoladas entre si, elas se complementam, convergem para um mesmo caminho”.

Foi assim que Ricardo Lucas Calafange, 16 anos, foi aprovado no IFBA em 2017. O estudante, que cursa eletrotécnica, falou sobre o projeto. “Me proporcionou um conhecimento amplo daquilo que tratava a prova e foi o que possibilitou o meu ingresso no Instituto Federal”, afirmou ele que, após concluir, deseja ingressar no curso de medicina.

Conseguir a tão sonhada aprovação é o objetivo da estudante Adria Garcez Santiago, 14 anos. “Sentia muita dificuldade na sala de aula, de pegar matéria. Com a aula de tarde, a gente passa mais tempo com o professor, a gente pode perguntar livremente. É uma resolução mais fácil. A gente interage bastante”.

A diretora da escola, Adilza Oliveira, pontuou a diferença que faz na vida dos alunos. “Importância de ter oportunidade como outros da rede particular têm, de ingressar no IFBA, que a gente sabe que tem um diferencial na vida deles, a questão da escola técnica. Temos histórico de aprovação em todos os anos”. Ao todo, desde o início do projeto, cerca de 30 alunos já conseguiram passar na prova do Instituto.

A iniciativa ocorre de forma voluntária pelos professores desde o ano de 2015, mas a partir deste ano é realizada através do Plano de Apoio Pedagógico (PAP), com liberação de verba do governo municipal – cerca de R$ 3 milhões. O plano ainda contempla outra atividade na escola, com alunos do 7º ano, um reforço escolar em dois dias da semana também no contraturno.

O aulão preparatório também é voltado para a prova do Sistema de Aprovação da Educação Básica (SAEB), a antiga Prova Brasil. A escola atende alunos do 6º ao 9º ano, são 642 alunos em dois turnos.

Fonte: Prefeitura de Camaçari – Assessoria de Comunicação – Fotos: Kelvi Lima