Programa de Aquisição de Alimentos entrega doações em Candeias

 
Cerca de 120 famílias foram ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) São Francisco, em Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), nesta quinta-feira (23), para receber a primeira entrega do ano do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A iniciativa, coordenada na Bahia pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), promove a compra de produtos da agricultura familiar dos municípios e distribui entre famílias em situação de extrema pobreza.  
Na abertura do programa, foram entregues frutas e verduras como banana, abóbora, laranja, aipim, abacate, coco, entre outros. “Esse ano, nós estamos chegando a 43 municípios. Serão investidos, ao longo do ano, R$ 2,875 milhões, com mais de 8 mil famílias beneficiadas, recebendo os produtos, e mais de 800 agricultores familiares venderão sua produção para a gente ao longo de 2020”, explicou o coordenador do PAA estadual, Gustavo Machado.
O programa é executado em parceria com as prefeituras. “A gente cuidou para que todo mundo recebesse tudo que os agricultores trouxeram, dividido igualmente. Teve coisas como aipim, que a gente produz muito, que nós colocamos em maior quantidade. A importância do programa para o município é muito grande. Os beneficiários agradecem, ficam muito felizes, os agricultores também. Esse ano, nós colocamos mais agricultores que nunca participaram e eles já estão gostando”, contou a coordenadora do PPA em Candeias, Edmária Bispo.
Os beneficiários foram selecionados pelo Cras de acordo com a faixa de renda. “Essas famílias são atendidas aqui no Cras. A partir de uma análise técnica, nós identificamos as famílias, se são de alta complexidade, baixa ou extrema pobreza. A maioria aqui é de extrema pobreza. Então, como elas têm acompanhamento, nós identificamos e selecionamos para que possam participar no PAA”, afirmou a coordenadora do centro, Dinorá Santos.
A ajuda chegou em boa hora para reforçar a alimentação da família da faxineira Marlene Soares. Desempregada, ela precisa garantir o sustento do filho e do neto. “[O PAA] faz muita diferença. Eu estou desempregada e, graças a Deus, chegou essa ajuda”, comemorou.
Também desempregada, Adriana Abade participou pela primeira vez do programa e se emocionou ao receber as doações. “Eu gostei porque eu tava precisando muito. Estava sem ter o que comer em casa. Eu amei esse trabalho”, disse entre lágrimas antes de receber o kit com alimentos.  
Fonte: Secretaria de Comunicação – Governo da Bahia – Foto: Elói Correia