Publicidade infantil deve educar, dizem analistas

A educação para o consumo deve ser o foco da discussão sobre a publicidade voltada para o público infantil, segundo as especialistas que participaram da mais recente edição do Arena do Marketing, programa mensal promovido pela Folha em parceria com a ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) e que teve mediação da jornalista Laura Mattos.

A proibição dessa publicidade não é a saída mais adequada, segundo as convidadas.

“Não há mais fronteira entre o que é publicidade e o que é conteúdo. A sociedade como um todo já entende isso, e estudos mostram que o consumidor não se incomoda com essa presença”, disse Luciana Corrêa, coordenadora da área de pesquisa sobre Famílias e Tecnologia do ESPM Media Lab.