Reabertura do Hospital Espanhol será discutida em audiência pública

Nesta segunda-feira (9), às 14h, no Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador (Praça Tomé de Souza), será realizada a audiência pública para discutir a reabertura do Hospital Espanhol.

Solicitada por Clarindo Silva à Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores, a audiência é mais um  passo na luta que reúne cidadãos de Salvador pela volta ao funcionamento de um equipamento extremamente essencial para a cidade. Foram convidados pelos vereadores proponentes da Audiência Pública, os representantes dos sindicatos de todas as categorias envolvidas, os ex-funcionários do Hospital Espanhol, os conselhos de classe, Ministério Público e  representantes da Justiça.

Histórico

O Hospital Espanhol fechou suas portas no dia 30 de setembro de 2014 em decorrência de má gestão e até hoje há mais de dois mil funcionários – médicos, enfermeiros, odontólogos, nutricionistas, assistentes sociais, fisioterapeutas, técnicos, auxiliares de serviços administrativos… –  que entraram na Justiça e reivindicam seus direitos.

O destino dos hospital ainda está sendo decidido judicialmente e enquanto isso a população de Salvador padece da carência de unidades de saúde, de leitos hospitalares e de UTI, que eram oferecidos pelo Hospital Espanhol, criado há 135 anos por pioneiros emigrantes da comunidade hispano-galega radicada na Bahia, no final do século XIX.  

Com o fechamento da unidade Salvador perdeu 270 leitos hospitalares , 60 de UTI adulto e 12 de UTI Neo-natal, além de centros cirúrgicos, centro de hemodiálise, unidade coronariana , ambulatórios, centro de imagem, laboratório, entre outros equipamentos.