Produtos da agricultura familiar abastecem restaurantes

Quinzenalmente, alimentos orgânicos cultivados por produtores da agricultura familiar baiana chegam aos restaurante populares da Liberdade e do Comércio, em Salvador. Administrados pela Superintendência de Inclusão e Segurança Alimentar (Sisa) da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), os equipamentos servem cinco mil pratos por dia, a R$1 cada.

Por mês, os dois restaurantes recebem cerca de uma tonelada de insumos produzidos pela Associação Comunitária do Brinco, formada por 52 famílias de pequenos agricultores de Maragogipe, no Recôncavo baiano, além de polpa de frutas, fornecida por uma cooperativa do município de Gandu. Entre os principais alimentos orgânicos estão a banana da terra, o aipim e a batata doce.

De acordo com a superintendente da Sisa, Rose Pondé, a ação é pioneira no Brasil. “A Bahia é o primeiro estado a adquirir alimentos diretamente do agricultor familiar para abastecer restaurantes populares. Desta forma, garante-se renda aos pequenos produtores, que vendem esses produtos ao governo estadual por um preço justo e, ainda, uma alimentação saudável para quem mais precisa”.  Rose completa afirmando que “associações e cooperativas de agricultores familiares podem procurar a Sisa e oferecer os produtos para comercialização”.

“A negociação com os restaurantes populares assegura renda para as 52 famílias que integram a associação a cada final de mês”, conta o presidente Associação Comunitária do Brinco de Maragogipe, Antônio José da Cruz Barbosa.

Somente no Restaurante Popular da Liberdade, são fornecidos 2300 pratos por dia. Uma das nutricionistas que atuam no equipamento, Carla Luz destaca que “há sempre a preocupação de harmonizar o cardápio de modo a ter proteínas, o casamento do arroz e feijão, salada, fruta e suco. Com o recebimento dos produtos da agricultura familiar, é agregado mais valor nutritivo a cada prato”. No Comércio, são montados 2.645 pratos diariamente. 

Fonte: Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia – Foto: Elói Corrêa/GOVBA